Eventos LASSOS

Programação 3º Seminário de Estudos Prisionais, Controle Social e Violência

Agradecemos a tod@s que enviaram suas propostas de apresentação de trabalhos para o 3º Seminário de Estudos Prisionais, Controle Social e Violência.

Segue a programação do evento com as propostas aprovadas.

Pedimos a tod@s que necessitem de cartas de aceite que nos enviem um e-mail para estudosprisionais2012@gmail.com 

Mesa de Abertura – 03 de maio 08h30-09h00

Mesa 1– Justiça e gestão prisional – 03 de maio – manhã – 09h00-12h00

Um Panorama da Gestão Prisional na Bahia – Paulo César Oliveira Reis –Superintendente de Gestão Prisional da SEAP

Justiça penal brasileira: discurso democrático – práxis autoritária – Debora Regina Pastana – Professora do Programa de Pós Graduação em Direito Público da UFU.

Superlotação do cárcere – um problema para o Estado? – Bernardo Montalvão Varjão de Azevêdo – Professor da faculdade de Direito da UFBA

Accountability in prison services: Where are our principals? –Sandro Cabral – Professor Adjunto de Estratégia e Operações da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia e Coordenador do Núcleo de Pós-Graduação em Administração (NPGA-UFBA); Maria de Fatima Santos – Fulbright Foundation

A Criação dos Presídios Femininos no Brasil – os “primeiros tempos” (1937 a 1955) – Bruna Angotti – Mestre em Antropologia Social pela USP

Desvelando os mecanismos que contribuem na reincidência da pessoa privada de liberdade no Presídio Estadual de São Borja no Rio Grande do Sul – Cristina Kologeski Fraga; Fabio Jardel Gaviraghi et ali. – Universidade do Pampa

Mesa 2– Os malefícios do encarceramento: trajetórias, vitimização, delinquência e adoecimento mental – 03 de maio – tarde – 13h30-17h30

A realidade do Hospital de Custódia e Tratamento da Bahia – Paulo Barreto Guimarães – Psiquiatra, Diretor do HCT – Hospital de custódia e Tratamento da Bahia.

A Saúde Mental de Presos: um estudo de caso – Thereza Coelho – Professora do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC-UFBA) e líder do Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Saúde, Violência e Subjetividade – SAVIS,

Trajetórias de Vida: o antes e o depois da prisão – Milton Julio Carvalho Filho (Dia 03/05, a tarde) – Professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC-UFBA) e vice-líder do Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Saúde, Violência e Subjetividade – SAVIS

Encarceramento, trabalho e ressocialização nos Centros de Ressocialização femininos paulistas – Camilla Marcondes Massaro – Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Sociologia UNESP/Araraquara-SP.

O papel e a função da prisão na (des)continuidade do comportamento delituoso – Odilza Lines Almeida – Professora da UESB e Pesquisadora do Laboratório de Segurança Pública, Cidadania e Solidariedade – LASSOS-UFBA

Para além da ordem: o cotidiano prisional da Bahia oitocentista a partir da correspondência de presos –Claudia Trindade – Professora substituta do Departamento de História da UFBA, do Curso de Licenciatura em História da UNIJORGE, membro do grupo de pesquisa Escravidão e Invenção da Liberdade do PPGH/UFBA e doutoranda pelo mesmo Progama.

A vida em Bubu- Tatiana Daré Araújo – Pesquisadora da Universidade Federal do Espírito Santo

Coquetel de Abertura e Lançamento de Livro ‘Prisões numa abordagem interdisciplinar’  – 17h30-19h00

Mesa 3- Controle Social e Violência – um olhar sobre a Segurança Pública e a Justiça Penal – 04 de maio – 08h00-10h00

Mediação – Eduardo Paes-Machado – Professor do Departamento de Sociologia e Coordenador do Laboratório de Segurança Pública, Cidadania e Solidariedade – LASSOS (UFBA)

Militarização da segurança pública no Brasil: respostas recentes a um problema antigo – Luis Antonio Francisco de Souza – Professor Assistente da Universidade Estadual Paulista, Unesp, Marília e Coordenador Científico do Observatório de Segurança Pública da UNESP – OSP

A cumplicidade entre o trabalho policial e da justiça criminal nos casos de tráfico de drogas em São Paulo – Maria Gorete Marques de Jesus – Doutoranda do Departamento de Sociologia da USP; Amanda Hildebrand Oi – Pós-graduada em Segurança Pública pela PUC/SP, bacharel em Direito; Thiago Thadeu da Rocha – Graduado em Ciências Sociais pela USP; Pedro Lagatta – Graduado em psicologia pela USP; 

As percepções dos policiais militares sobre a violência em Salvador: a emblemática transição da polícia-força a polícia-serviço; Regina Lopes – Doutoranda em Sociologia – CFCH/UFPE;

Violência Urbana: a rua nas fronteiras do medo e dos fluxos – Maria Vânia Abreu Pontes – Professora Tutora do Curso de Administração em Gestão Pública da Universidade Federal do Ceará-UFC e professora da Faculdade Luciano Feijão-FLF; Luiz Felipe Araújo Dias – Escrivão da Polícia Civil do Ceará e bacharelando em Direito pela Faculdade Luciano Feijão-FLF

Mesa 4– Políticas Penitenciárias no Brasil: desafios e perspectivas – dia 04 de maio – 10h00-12h30

Penas e Medidas Alternativas: uma visão contemporânea – Geder Luiz Rocha Gomes – Promotor de Justiça, Coordenador do CEOSP – Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública e Defesa Social

Estado penal e encarceramento em massa no Brasil – Carlos Henrique Aguiar Serra – Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFF

A interiorização penitenciária em São Paulo: percursos de uma pesquisa em andamento – Rafael Godoi – Doutorando em Sociologia da USP

“Maneiras de pensar” o controle social e a justiça penal: uma análise dos discursos parlamentares sobre a redução da maioridade penal – Riccardo Cappi – Doutor em Criminologia (Universidade Católica de Louvain – Bélgica), Professor na UEFS, na UNEB e Professor colaborador no Mestrado Profissional em Segurança Pública, Justiça e Cidadania (UFBA) 

O que há de errado com a Sociologia da Punição? – Marcos César Alvarez – Professor Adjunto do Departamento de Sociologia (USP) e pesquisador sênior no Núcleo de Estudos da Violência da USP

Mesa 5– Crime, Instituições e Sociedade – dia 04 de maio – 14h00 -17h00

Mediação – Hebert Toledo de Souza – Professor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB)

Comentário de Alessandra Prado – Superintendente de Ressocialização Sustentável do estado da Bahia.

A experiência das APACs – Associações de Proteção e Assistência aos Condenados – Herbert José Almeida Carneiro – Desembargador do TJ-MG, Presidente do CNPCP – Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária.

A regulação dos conflitos pelo PCC no interior das prisões paulistas: redução da violência física, interdependência e controle social – Camila Caldeira Nunes Dias – Doutora em Sociologia pela USP e Professora Substituta do Departamento de Ciências Sociais da UFPR

Gangues prisionais e dinâmicas violentas: poder e força dentro e fora do cárcere – Luiz Claudio Lourenço – Professor do Departamento de Sociologia (UFBA)e vice-coordenador do Laboratório de Segurança Pública, Cidadania e Solidariedade – LASSOS-UFBA; Odilza Lines Almeida – Professora Adjunta da UESB e Pesquisadora doLaboratório de Segurança Pública, Cidadania e Solidariedade – LASSOS-UFBA 

A experiência da Penitenciária Juiz Plácido de Souza: um ponto cego na cultura do controle do crime – Letícia Núñez Almeida – Doutoranda em Sociologia USP

Papel e Inserção das IES na Política Prisional –Fábio Félix Ferreira – Professor Ajunto UESB


Painéis

 

A Violência No Norte Do Paraná: Estudo Descritivo e Estatístico De Banco De Dados De Autos Criminais Do Fórum Da Comarca De Londrina – 1934/1970 – Resultados Parciais

Celso Davi Aoki – Doutorando em sociologia na UFPR

Pedro Rodolfo Bodê de Moraes – Professor da UFPR

Tiago Albano – Assessoria estatística do Departamento de Estatística/UEL

Wander Plassa – Assessoria estatística do Departamento de Estatística/UEL

 

Homossexualidade Feminina no Cárcere: estratégias e (re)configurações  de gênero como forma de sobrevivência.

Renata de Souza Francisco – Mestranda em Sociologia Política pela UENF

 

Discursos, retóricas e realidade da punição: uma análise do sistema penitenciário do estado de São Paulo na primeira década do século XXI

Wellington Fontes Menezes – Mestrando em Ciências Sociais da UNESP-Marília

 

Cidade: insegurança e fortificação

Naiara Conservani Schmidt – Mestranda em Ciências Sociais da UNESP-Marília e bolsista Fapesp

 

Segurança Privatizada: padrões de diferenciação e segregação no processo de urbanização em São Paulo

Camila Fontes Savassa – Mestranda em Ciências Sociais da UNESP-Marília e bolsista Fapesp

 

A Voz dos Silenciados: analisando a identidade dos recuperandos do regime fechado da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados – APAC – Viçosa

Luana Gerçossimo Oliveira – Mestranda em Letras – Estudos Discursivos – na Universidade Federal de Viçosa (UFV)

 

O Plantão Jurídico e seu impacto na defesa dos direitos de presos: relato de experiência de projeto de extensão inserido em uma unidade prisional

Arancha Gonçalves Santos

Clauber Rossi Silva

Fábio Augusto Galvão Machado

Irece Barbosa Andrade

Murilo Nunes Araújo

Pábula Novais de Oliveira

Odilza Lines de Almeida

 

Estudo de eficácia do sistema prisional através da análise de trajetória de egressos

Bianca Souza Bomfim

Gislane Dutra Aguiar

Ismael Santos de Souza

Lucas Alves Chagas Lobo

Odilza Lines de Almeida

 

Tempo e espaço prisional: práticas e representações

Robson Augusto Mata de Carvalho – Mestre em Sociologia pela UFC e professor do curso de Direito da Faculdade Luciano Feijão (FLF)

Raiane Santos Pinheiro (UFC)

 

Violência e a gestão das fronteiras do Brasil

Amanda Hildebrand Oi – Bacharel em direito, com especialização em segurança pública e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da USP.

Thiago Thadeu da Rocha – Graduado em Ciências Sociais e pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência da USP

 

Gênero, Crime e Decisão Penal: uma discussão sob a perspectiva da “Theory of Sentencing”.

Joyce Keli do Nascimento Silva – Advogada, Especialista em Ciências Penais e Mestranda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF/MG

 

Método Apac: um estudo de caso sobre o aprisionamento

Priscila Rosa Bomfim Guimarães – Mestranda do Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais: Cultura, desigualdade e desenvolvimento da UFRB

 

“Ele que provocou primeiro” ou “faltam provas para a condenação”*: análise do panorama da tortura nos presídios baianos

Nathércia Cristina Manzano Magnani – Mestranda em Direito Constitucional, com ênfase em Direitos Humanos, pela PUC-SP

 

Controle social e políticas públicas de Estado: Discurso protetor e práticas mercadológicas

Andréia Sousa de Jesus

Rafael Alves P. Costa

 


 

3 thoughts on “Programação 3º Seminário de Estudos Prisionais, Controle Social e Violência”

  1. Prezados,
    Recebi aprovação para apresentação de um painel, fiz minha inscrição no evento através do link indicado e já encaminhei e-mail solicitando o envio de uma carta de aceite. Como ainda não obtive resposta ao referido e-mail, gostaria de solicitar, se possível, a indicação de um telefone de contato através do qual possa esclarecer algumas dúvidas sobre, por exemplo, o valor e o prazo para pagamento da taxa de inscrição.

      1. Prezado Luiz Lourenço,
        Agradeço a informação e confirmo o recebimento da carta de aceite.
        Gostaria de saber se existe uma ordem de apresentação dos painéis, se todos os aprovados poderão expor num dia ou outro do evento à sua livre escolha, ou se será determinada pela organização do evento a apresentação de cada participante.em um dia específico.
        Gostaria de saber, ainda se a organização do evento dispõe de uma lista dos hotéis, repúblicas ou pensões na proximidade do local do evento.
        Desde já agradeço por qualquer informação.
        Atenciosamente.
        Joyce Keli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *