Eventos LASSOS

Ciclo de Conversas: Quarentena e Ciências Sociais – Espaço urbano e os desafios psico-sociais.

Informamos a todas(os) da da realização do evento virtual “Ciclo de Conversas: Quarentena e Ciências Sociais“, com sua primeira sessão a ocorrer no dia 30/04/2020, às 14h. Entendemos que, para esse momento difícil,  é importante nos encontrarmos e mantermos o exercício intelectual. Assim, por meio de uma parceria entre os professores vinculados ao LASSOS e outros membros do corpo docente da UFBA e intelectuais de outras instituições acadêmicas, buscamos desenvolver mais esta forma de conexão e trocas. Mais informações abaixo:

O quê? Ciclo de Conversas: Quarentena e Ciências Sociais – Espaço urbano e os desafios psico-sociais.

Quando? 30/04/2020 (quinta-feira), às 14h.

Onde? Ferramenta virtual ZOOM (convite a ser divulgado 15 minutos antes da realização do evento)

Notícias

Matéria “Marias, Mahins, Marielles, malês” (Jornal de Toronto) – Profª. Mariana T. Possas

 

Informamos a todas(os) da disponibilização do  matéria “Marias, Mahins, Marielles, malês: A regulação da vida e da morte no Brasil contemporâneo“, publicada no Jornal de Toronto e de autoria da profª. Drª. Mariana T. Possas, docente vinculada ao LASSOS. Mais informações abaixo:

O quê? Matéria “Marias, Mahins, Marielles, malês: A regulação da vida e da morte no Brasil contemporâneo“.

Onde? Jornal de Toronto (https://jornaldetoronto.ca/2020/02/04/marias-mahins-marielles-males/).

Resultado de Pesquisa

Dispositivo punitivo e prisão: um estudo dos prontuários de uma unidade destinada a presos provisórios, Salvador/BA (2017-2018)

 

Informamos a todas(os) da disponibilização do  relatório de pesquisa “Dispositivo punitivo e prisão: um estudo dos prontuários de uma unidade destinada a presos provisórios, Salvador/BA (2017-2018)“, a partir de pesquisa coordenada pelo prof. Dr. Luiz Claudio Lourenço, docente vinculado ao LASSOS. Mais informações abaixo:

O quê? Relatório de pesquisa “Dispositivo punitivo e prisão: um estudo dos prontuários de uma unidade destinada a presos provisórios, Salvador/BA (2017-2018)

Origem? Projeto de Pesquisa PIBIC/UFBA “Seletividade penal e prisão: um estudo dos prontuários referentes aos internos liberados e transferidos do Presídio de Salvador/BA“.

Referência? LOURENÇO, L. C. et al. Dispositivo punitivo e prisão: um estudo dos prontuários de uma unidade destinada a presos provisórios, Salvador/BA (2017-2018). Salvador, BA: LASSOS, 2019.

Link para acesso ao relatório? RELATÓRIO – 2019 dispositivo punitivo em ação relatório de pesquisa dez

Notícias

Encontro de Formação em Metodologias em Escritórios Sociais

 

Convidamos todas a conferir o relato abaixo da participação de Natasha Krahn (Lassos/UFBA) e Ycaro Carvalho Silva (PPE/BA) no Encontro de Formação em Metodologias em Escritórios Sociais:

“Entre os dias 06 e 08 de novembro do corrente ano, na cidade João Pessoa – PB, foi realizado o quinto encontro de formação sobre as metodologias do Escritório Social. Ao todo, seis formações foram previstas para disseminação das metodologias de trabalho que serão utilizadas neste equipamento, sendo que a ideia não foi apresentar uma metodologia fechada e sim que esta fosse construção em conjunta. Essa formação foi realizada pelo Programa Justiça Presente, uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça – CNJ e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD/ONU). O Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN é também parceiro do Programa.

O Programa Justiça Presente tem como objetivo colocar o judiciário como protagonista no enfrentamento da crise do sistema prisional brasileiro, preocupando-se com ciclo penal como um todo. No que tange à política de atenção às pessoas egressas, considerando que, embora esteja prevista na Lei de Execução Penal e existam experiências pontuais, nunca houve a implementação desta enquanto política nacional. De acordo com o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), somente no primeiro semestre de 2017 cerca de 169 mil pessoas saíram do sistema penitenciário.

A criação dos Escritórios Sociais é uma das ações do Eixo III do Programa, que trata da cidadania e garantias de direitos às pessoas presas e egressas do sistema prisional. Tendo como referência o Escritório Social do Espírito Santo, implementado em 2016, até o final do ano, estão previstas a ampliação dos Escritórios Sociais para mais 10 estados e a disseminação dessa metodologia para todos os estados da federação. A criação, expansão e melhoria de fluxos do Escritório Social é uma das ações do programa para enfrentar problemas estruturais do sistema prisional brasileiro. Na Bahia, está sendo discutido o Acordo de Cooperação Técnica entre o Conselho Nacional de Justiça, o Tribunal de Justiça – TJ/BA e Governo do Estado para a implementação desta política.

Este encontro contou com equipes da Paraíba, onde o Escritório Social será inaugurado nessa segunda-feira (11/11), de Alagoas, do Sergipe, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte e da Bahia. Para a delegação da Bahia, foram convidadas para participar desse evento pessoas representando o judiciário, o executivo e a sociedade civil. Da equipe baiana estavam representados a SEAP (Gestão Prisional e Ressocialização Sustentável), o TJ/BA (UNICORP), a Defensoria Pública, a UNEB (Projeto de extensão Leitura e Escrita: Ações Libertárias), a UFBA (NESP – Núcleo de Estudos sobre Sanção Penal e LASSOS – Laboratório de Estudos sobre Crime e Sociedade), o Conselho Penitenciário e o Patronato de Presos e Egressos da Bahia.

A programação incluiu metodologias de atendimento à pessoa pré-egressa, pensando no trabalho de preparação para a liberdade e na geração de vínculos com o Escritório Social, a metodologia de singularização do atendimento para a porta de entrada do Escritório Social e metodologia de mobilização de redes, bem como uma sensibilização em todas as etapas para a questão social – seletividade penal e racismo institucional. Enfatiza-se a importância da formação de redes com equipamentos de atendimento e cuidado local, visando a responsabilização conjunta de ações voltadas para o desencarceramento no sentido físico e emocional e de enfrentamento à realidade da liberdade, apoiando uma construção de futuro e fortalecimento de vínculos saudáveis considerando as redes afetivas nas trajetórias de vida da pessoa egressa, o indivíduo em sociedade – focando na singularização do atendimento e dos encaminhamentos.

A formação é o início da elaboração do plano de trabalho, do fluxo de atendimento, e da missão institucional desse equipamento. Inspirador e inovador, a ideia é construir um equipamento que proporcione acesso aos direitos, minimize os efeitos do encarceramento e que promova a possibilidade de liberdade dos múltiplos confinamentos aos quais pessoas egressas estão sujeitas.”

Seminários

“Human Rights are for Criminals!”: Moral Discourses on Human Rights and Police Violence in Contemporary Brazil – UToronto (Canadá)

 

Informamos a todas(os) que a Drª. Mariana Possas, professora vinculada ao LASSOS, estará fazendo uma fala na Universidade de Toronto/Canadá acerca dos discursos morais sobre os Direitos Humanos e a violência policial no Brasil contemporâneo. Mais informações abaixo:

O quê? Apresentação intitulada “Human Rights are for Criminals!”: Moral Discourses on Human Rights and Police Violence in Contemporary Brazil

Quem? Profa. Dra. Mariana T. Possas

Quando? 15/11/2019 (quinta-feira), das 15h às 16:30

Onde? 725 Spadina Ave. Department of Sociology. Room 240 – UToronto (Canadá)